Conheça os nossos Produtos e Serviços

Impressão e Artes Gráficas

Ao olhar à nossa volta, constatamos que quase tudo o que nos rodeia, desde os Jornais, as revistas, a publicidade nos “outdoors”, nos cartazes, nos “flyers”, nos rótulos de garrafas, aos livros e aos livros escolares dos nossos filhos, tem a ver com artes gráficas.

A produção gráfica consiste essencialmente em transformar um trabalho de criação, de uma ou várias pessoas, numa obra impressa para ser conhecida pelo público.

O mercado Angolano das Artes Gráficas está em constante crescimento e a tornar-se cada vez mais competitivo, exigindo processos de produção modernos e de alta tecnologia.

A Imprensa Nacional – E.P., tem vindo a equipar-se com tecnologias de pré-impressão, impressão e acabamento necessárias, para responder aos desafios que se lhe colocam, alargando a sua capacidade de resposta e acrescentando outras valências à sua presença no mercado gráfico.

Assim, a IN estendeu a sua oferta também ao mercado editorial e publicitário, tendo como componente criativa, o seu departamento de Edição e Publicação. Este departamento possui um gabinete de Design Gráfico, composto por técnicos formados e com capacidades para criar, conceber e produzir trabalhos gráficos: livros, manuais escolares, publicações, cartazes, brochuras, catálogos, cartões, bilhetes de espectáculos e outros, a partir de ideias fornecidas por clientes.

A imprensa Nacional- E.P. dispõe dos mais modernos equipamentos informáticos, que permitem tirar o máximo partido das potencialidades de cada processo gráfico.

REVISÃO
Especialmente direccionada para a revisão dos Diários da República e formulários padronizados, esta secção efectua também, revisões em trabalhos próprios da Imprensa Nacional e de clientes particulares.

FOTOCOMPOSIÇÃO
É a área de tratamento e planificação gráfica de todos os trabalhos.
O processo industrial gráfico, apresenta três fases distintas, a saber: Pré-impressão Impressão e Acabamento.

PRÉ-IMPRESSÃO
Esta era, até há pouco tempo, uma etapa complexa e de execução demorada, que requeria profissionais qualificados e equipamentos sofisticados, o que a tornava também, numa fase com alto custo de execução. Tramas e separações de cores de fotografias e ilustrações, eram feitos através de Scanners de alta resolução e montados manualmente nas páginas.

Assim, fotografar ilustrações e textos para obter negativos, aplicar tramas e fazer separação de cores, retocar os negativos, reproduzir em chapas metálicas, revelar com produtos químicos as chapas foto-impressas, retocar as mesmas chapas e afinar o equipamento, para aprovar o material a ser impresso, era todo o processo necessário, para obter o “transporte” para a fase de impressão.

Hoje a maior parte destas fases foram eliminadas, dando lugar a um processo totalmente digital, que se inicia no tratamento das imagens em programas informáticos como o Photoshop, depois da captura de imagens feita através do Scanner e de máquinas fotográficas digitais, tratamento de texto e paginação em Quarkxpress ou Indesign, terminando no processo CTP (Computer-to-Plate, máquina de produzir chapas de impressão).

As provas são agora geradas directamente, numa impressora digital. A pré-impressão actual, inicia-se na arte final e termina com CTP.

IMPRESSÃO
A Imprensa Nacional – E.P., possui um parque gráfico equipado com máquinas de imprimir Offset e digital, na sua sede na Cidade Alta, em Luanda. Para além destas instalações, possui também uma Fábrica de Livros, no Município do Cazenga, cuja primeira fase, já se encontra em pleno funcionamento, perspectivando a conclusão da segunda fase, para integração na primeira, com o objectivo de aumentar a capacidade instalada.

ACABAMENTO
Com uma área de cerca de 450 m2, a secção de acabamento da Imprensa Nacional – E.P., está equipada com máquinas de Dobrar, Alcear, Brochar, Agrafar, Plastificar e Guilhotinar.



 

Fábrica do Livro (Antevisão)



 

Gráfica do Cazenga

 


 

Gráfica da Sede (Impressão DR)

 

 

Impressão Digital

 




Uma Referência na Indústria Gráfica Nacional